Parque Caucaia fechado durante a quarentena
 
O Parque de Estudos e Reflexão Caucaia permanece fechado em respeito à quarentena determinada pelo governo de São Paulo. Conforme anunciado em 08/05, a quarentena tem sido prorrogada devido ao aumento do ritmo de contágio do coronavírus.
Lamentamos profundamente o sofrimento e as mortes provocadas pela pandemia em nossa cidade e em todo o planeta. A todas e todos, pedimos por Paz no coração e Luz no entendimento.
 
Diante desta crise apoiamos com convicção as medidas de isolamento, distanciamento social, uso de máscaras e higiene que precisam ser seguidas por todos. Assim como apontamos a necessidade dos governos ampliarem as ações para que todas as cidadãs e cidadãos, em especial os que estão na área da Saúde, contem com condições seguras de trabalho, assim como tenham segurança financeira que os governos tem condições de proporcionar de forma imediata e permanente.
 
De nossa parte, continuamos promovendo o desenvolvimento pessoal e a transformação social em diversas atividades por meio da Internet. Encontros e reuniões online, vídeos, lives, chats, sites, redes sociais, etc. estão à disposição de todas e todos.
Relembramos as oportunas palavras de Silo, em sua exposição sobre A Cura do Sofrimento:
 
“Deves distinguir dois tipos de sofrimento. Existe um sofrimento que se produz em ti devido à doença (e esse sofrimento pode retroceder graças ao avanço da ciência, assim como a fome pode retroceder graças ao império da justiça).(…) Existe um tipo de sofrimento que não pode retroceder pelo avanço da ciência nem pelo avanço da justiça. Esse tipo de sofrimento, que é estritamente de tua mente, retrocede diante da fé, diante da alegria de viver, diante do amor.”
 
Por isso, além de seguir as recomendações para proteger a saúde física, é essencial dar atenção ao seu bem estar interno assim como dos seus seres queridos. Mantemos o isolamento e o distanciamento físicos, mas reforçamos a necessidade da comunicação e do contato online para nos fortalecermos e seguirmos crescendo.
 
Nos 51 anos da exposição inaugural de Silo sobre A Cura do Sofrimento afirmamos nossa fé no ser humano como valor central e que nada está acima do ser humano bem como nenhum ser humano está abaixo de outro.
 
Paz, Força e Alegria
Comissão do Parque de Estudos e Reflexão Caucaia